construcao-modular-polibox

Construção civil modular ganha cada vez mais espaço no Brasil

Matéria publicada pelo Guia Construir e Reforma: www.guiaconstruirereformar.com.br

Alternativa muito utilizada na reconstrução de vários países europeus no Pós-Guerra, a Construção Civil Modular vem ganhando cada vez mais espaço. Nos Estados Unidos é amplamente aplicada e, no Brasil, a demanda por obras deste tipo tem sido cada vez mais frequente.

“A construção civil modular apresenta uma solução viável técnica e financeira para expansão de espaços físicos e novas construções em um curto espaço de tempo”, informa Luis Sciena, diretor comercial da Polibox, uma das empresas que atua em território nacional.

Trata-se um setor originário da construção civil no qual se levou para dentro da indústria o processo construtivo. Assim, ganhou-se em velocidade de construção e controle de qualidade. No local da obra, realiza-se apenas a montagem da edificação.

A matéria-prima é de alta qualidade e foi validada ao longo dos últimos 70 anos em países que já fazem uso da tecnologia. A durabilidade prevista é superior a 30 anos, desde que sejam feiras as manutenções periódicas, comuns a quaisquer construções.

Esta modalidade consegue administrar variáveis que impactam positivamente em custos, segurança e prazos que a construção civil tradicional está exposta. Condições climáticas, problemas com mão de obra local e materiais já não são motivos de atrasos.

Há várias tecnologias diferentes para edificar paredes de fechamento, dentre as quais destacamos aquelas que são produzidas com placas de fibras de madeira mineralizadas, projetadas para atender com qualidade e segurança às necessidades da construção civil. Elas possuem isolamento acústico e térmico, incombustibilidade, não estão sujeitas ao apodrecimento, infestação por cupins ou outras pragas e possuem resistência ao excesso ou falta de umidade. Todas as exigências técnicas determinadas por Lei também são atendidas.

construcao-modular-polibox-escola

Solução para Educação

Um dos segmentos em que a modalidade tem sido utilizada é no educacional, como alternativa imediata para suprir demandas por salas de aulas em vários municípios. Muitas cidades com déficit educacional tem recorrido à Construção Civil Modular. Joinville-SC, Camburiú-SC, Uberlândia-MG, Jataizinho-PR, Cabo Frio-RJ, são exemplos.

Vale lembrar que a Construção Civil Modular atende escolas de ensino infantil, fundamental, médio, faculdades, centros de ensino a distância, creches, escolas técnicas, etc. O projeto arquitetônico e de edificação varia de acordo com a necessidade do cliente e o local pode ser customizado conforme a identidade visual desejada.

Além disso, os prédios podem ser removidos para outros lugares e utilizados normalmente, o que agrega mobilidade ao processo. Isso é muito comum para otimizar ou recuperar espaços em que as salas foram construídas para atender demandas temporários e depois são necessárias em outro lugar”, conta Luís.

Construções Verdes

O que torna a Construção Civil Modular ainda mais interessante é dela produzir baixíssimo impacto ambiental. A fabricação das peças é feita de forma ecologicamente correta, pois utiliza materiais recicláveis ou provenientes de áreas de reflorestamento, além de aplicar tecnologias ambientalmente amigáveis. Água e energia são utilizadas de forma racional, aliados à eficiente gestão dos poucos resíduos do processo. Estas edificações podem ser classificadas como Construções Verdes. – See more at: http://www.guiaconstruirereformar.com.br/noticias_action.php?id=7464#sthash.ICQ5nXsp.dpuf

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *